Perfil

A Guarani é uma das empresas líderes do setor sucroenergético brasileiro.

Controlada do Grupo Tereos, 3º maior produtor mundial de açúcar, a Guarani é a 3ª maior produtora de açúcar do País. Além de ampla presença na indústria de alimentos, com o fornecimento de açúcares, a Guarani produz em larga escala o etanol e a energia elétrica, proveniente da cogeração do bagaço de cana-de-açúcar.

A Guarani busca a sustentabilidade de sua cadeia de produção, construída através da proximidade e do compromisso de longo prazo com seus acionistas, clientes, fornecedores de cana-de-açúcar, insumos e serviços, colaboradores, comunidade e outros públicos de interesse.

Capacidade Produtiva

A capacidade de processamento da Guarani é de 23 milhões de toneladas de cana por safra. Em 2014, a Companhia processou 20,2 milhões de toneladas de cana-de-açúcar e produziu 1,5 milhão de toneladas de açúcar, 790 milhões de litros de etanol e 1000 GWh de energia para a comercialização.

Essa produção se dá em sete unidades industriais, localizadas na região noroeste do Estado de São Paulo. São elas: Andrade, Cruz Alta, São José, Severínia, Mandu, Tanabi e Usina Vertente (controle de 50% em parceria com o Grupo Humus). Desde 2007, a empresa possui uma unidade industrial, produtora de açúcar, em Moçambique.



Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

1967

Começa a história da Guarani. Em uma época de crescimento econômico no País, a empresa abre suas portas oferecendo álcool, aguardente e coprodutos na região de Severínia, interior de São Paulo.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

1976

Unidade de Severínia da Guarani é adquirida pelo Grupo Gafisa.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

1987

Uma mudança tecnológica marca a Guarani. A empresa constrói sua segunda unidade industrial, a Cruz Alta, no município de Olímpia, próximo à Severínia, interior de São Paulo. A fábrica, pioneira no Brasil, traz o que há de mais moderno no setor, utilizando um difusor de cana-de-açúcar, no lugar da tradicional moenda.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

1990

Inauguração da refinaria na Unidade Industrial Cruz Alta, para a produção de açúcar amorfo e açúcar líquido para a indústria de alimentos e bebidas, e também açúcar refinado granulado para exportação.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2000

O Grupo Tereos começa a investir no setor sucroenergético brasileiro por meio da criação da FBA (Franco Brasileira S/A), uma joint venture. É a primeira empresa estrangeira a entrar no setor no Brasil.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2001

O Grupo Tereos se estabelece fisicamente no Brasil assumindo o controle acionário da Guarani. Inicia-se uma fase de amplo desenvolvimento da empresa, que se moderniza, cresce e adquire outras empresas do setor.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2003

A Guarani duplica sua capacidade de moagem na Unidade Cruz Alta, em Olímpia.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2004

Inaugurada a destilaria de etanol na Unidade Cruz Alta, em Olímpia.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2005

Modernização da Unidade Severínia.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2006

Aquisição da Unidade São José, em Colina e do projeto da Unidade Tanabi.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2007

Incorporação da Unidade Andrade (Pitangueiras) e inauguração da Unidade Tanabi. Grupo Tereos assume a gestão da Unidade Sena, em Moçambique.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2008

Guarani e a Tractebel, maior empresa privada de geração de energia do Brasil, participam do primeiro Leilão de Energia de Reserva promovido pela Agência Nacional de Energia Elétrica - ANEEL.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2009

Em agosto de 2009, dá início ao projeto de construção de uma usina de biomassa da Unidade Andrade.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2010

Aquisição de 50% da Usina Vertente, em Guaraci, associando-se ao Grupo Humus nessa usina.
Criação e listagem da Tereos Internacional na BM&FBovespa. Criou-se uma empresa internacional que reúne os ativos de açúcares, amidos e outros produtos provenientes do processamento de cana-de-açúcar, cereais, batata e mandioca do Grupo Tereos no mundo.
Tereos Internacional forma uma parceria com a Petrobras Biocombustível para investir no crescimento da Guarani. O primeiro fruto dessa parceira foi a aquisição da atual Unidade Mandu (Guaíra).

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2011

Filia-se ao Bonsucro e inicia a produção de etanol anidro na Unidade Tanabi e inaugura a destilaria na Unidade São José.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2012

Amplia sua capacidade de cogeração com novas caldeiras em suas unidades Cruz Alta e São José. Adquire participação (35%) no Terminal Portuário Teapar.

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2013

Usina Vertente conquista a certificação FSSC 22000 e Unidades Cruz Alta e Severínia recebem a certificação Bonsucro. Amplia a capacidade de cogeração na Usina Vertente e unidade Tanabi

Histórico

A história da Guarani começa na segunda metade da década de 1960, com uma pequena empresa de álcool e aguardente no município de Severínia, no Estado de São Paulo. Em menos de cinco décadas, a Guarani conquistou o mercado nacional e hoje é a 3ª maior produtora de açúcar do setor sucroenergético brasileiro.

História

Em 2001, quando o Grupo Tereos, um dos líderes mundiais na produção de açúcar, etanol e amido, se estabeleceu fisicamente no Brasil, a Guarani passou de uma moagem de 3 milhões de toneladas de cana-de-açúcar para 23 milhões de toneladas.
Além de sete unidades industriais no Brasil, a Guarani possui uma unidade produtora de açúcar em Moçambique.

2014

Busca competitividade e excelência de seus processos agroindustrial e comercial, lançando o Programa Guarani 2016.

Modelo de Negócios

A Guarani prima em seu modelo de negócios o equilíbrio entre cadeia de valor e sustentabilidade. A empresa busca integrar os aspectos econômicos, sociais e ambientais no cotidiano de seu negócio e considera os interesses dos públicos envolvidos em seu negócio, desde acionistas, clientes, produtores, fornecedores, colaboradores, as comunidades do entorno, entre outros. Sua cadeia de valor leva em conta dos fornecedores de matéria-prima – produtores de cana – até os clientes. A empresa tem práticas e políticas de aprimoramento tecnológico que se estendem para os dois lados dessa corrente. Tais políticas incluem aprimoramento técnico contínuo e valorização do capital humano, além de um conjunto de práticas socioambientais que compreendem desde o processo produtivo, até a relação com as comunidades, passando pelo público interno da empresa. Na região em que atua, a Guarani trabalha privilegiando fornecedores locais, gerando empregos, e consequentemente, tendo forte impacto na arrecadação dos municípios. Os investimentos na comunidade respeitam os interesses de cada grupo e região. O trabalho de desenvolvimento local é feito com foco em educação, saúde, cultura e meio ambiente.

Dentre os elementos do modelo de negócio da Guarani, podemos destacar os seguintes aspectos:
  • Acionistas

    A Guarani conta com o know-how agrícola, industrial e comercial do grupo Tereos, seu acionista controlador, e com a prática de distribuição e comercialização de combustíveis líquidos e energia da Petrobras Biocombustível, parceiro estratégico da Tereos no Brasil.

  • Localização

    As sete unidades de processamento de cana-de-açúcar no Brasil ficam próximas umas das outras, no Noroeste de São Paulo, região privilegiada para cultivo de cana-de-açúcar e de fácil acesso aos grandes centros consumidores. Ter as atividades produtivas concentradas aperfeiçoa o processo produtivo, pois promove mais sinergia entre as unidades e também com a cadeia produtiva. A Unidade de Moçambique, por sua vez, fica em uma região com clima e terra favoráveis para a produção de cana e com grande potencial de crescimento.

  • Foco no cliente

    Produtos de qualidade com processos sustentáveis. Essa é a maneira da Guarani atender seus clientes. Para que isso aconteça, a empresa investe constantemente na melhoria do processo de produção para fornecer produtos de valor agregado, respondendo assim às exigências de seus clientes no mercado nacional e internacional.

  • Fornecimento de cana-de-açúcar

    A Guarani incentiva o produtor agrícola e assim mantém relacionamento com mais de 1500 agricultores, produtores de cana-de-açúcar, responsáveis por mais de 60% da cana-de-açúcar processada. Acompanha de perto suas atividades e os orienta tecnicamente sobre as melhores práticas agrícolas.

  • Produtividade

    Melhoria contínua, essa prática se dá tanto na produtividade agrícola quanto na industrial, com investimento em tecnologia e aperfeiçoamento de processos a fim de garantir o seu crescimento e competitividade.

Composição Societária

A Guarani é controlada do Grupo Tereos e possui parceria estratégica com a Petrobras Biocombustível.

O Grupo Tereos está presente no setor sucroenergético brasileiro desde os anos 2000. Em 2010, criou a Tereos Internacional, empresa internacional com sede e listagem na BM&FBovespa em São Paulo (TERI3). Essa empresa reúne todos os ativos da Tereos no mundo relacionados ao processamento da cana-de-açúcar, cereais, batata e mandioca.

A Tereos é o 3º maior produtor de açúcar do mundo e ocupa posições de liderança na produção de álcool (1º da Europa) e produtos à base de amido (2º da Europa).

De origem francesa, a Tereos reúne 12 000 associado-cooperados, produtores de beterraba, e está presente com 42 unidades industriais em 12 países (Europa, Ásia, América do Sul e África). Em cada um dos países em que está presente, a Tereos entende que seus valores: proximidade e compromisso de longo prazo são essenciais para a sustentabilidade de seu negócio.

Governança Corporativa

Sociedade anônima de capital fechado, a estrutura de governança corporativa da Guarani abrange o Conselho de Administração, o Conselho Fiscal e a Diretoria. O Conselho de Administração é composto de seis membros, eleitos a cada 2 anos. O atual Presidente do Conselho de Administração da Guarani é Alexis Duval. O Conselho Fiscal é composto de 3 membros e tem como Presidente Luis Rogério Godinho Farinelli.

A Diretoria da Guarani é formada por onze membros:

Pierre Santoul, Diretor Presidente; Alexandre Jardim, Diretor Industrial; Carlos Leston, Superintendente de Recursos Humanos; Carlos Martins Simões Junior, Diretor de Supply Chain; Edilberto Banwart, Superintendente de Sustentabilidade, Segurança, Qualidade, Saúde e Meio Ambiente; Fernando Rudy Mantovani, Superintendente Jurídico; Jaime Stupiello, Diretor Agrícola; Jairo Carolinski, Diretor Financeiro; Paulo José Passos, Diretor Comercial; Raul Guimarães Guaragna, Superintendente de Excelência Operacional e Ricardo Dias dos Santos, Diretor de Investimentos e Portfólio.
Os diretores da empresa são responsáveis pela gestão dos recursos e negócios da empresa e possuem mandato de três anos.



Unidades